Aviação: Gladson Cameli cobra melhorias nos Aeroportos do Acre

O senador solicita melhorias para Rio Branco e Cruzeiro do Sul e busca providências para a instalação da alfândega para viabilizar voos para Pucallpa no Peru

 

Imagem inline 2

O senador Gladson Cameli (PP-AC) na tarde desta quarta-feira,24, se reuniu com o presidente da Infraero, Antônio Claret de Oliveira, para tratar da infraestrutura dos aeroportos de Cruzeiro do Sul e Rio Branco. A viabilização do voo de Cruzeiro do Sul para Pucallpa também esteve na pauta. 

 

Cruzeiro do Sul

Para o senador Gladson, que é usuário assíduo dos aeroportos, em especial Rio Branco e Cruzeiro do Sul, é urgente que sejam feitas adequações para melhorar o atendimento da população acreana.  “O estado de conservação da pista de pouso do Aeroporto Internacional de Cruzeiro do Sul está muito precário, a degradação já é visível e quando chove a água, o que é comum na região, a situação piora”, destacou o senador.

  Durante a reunião, o parlamentar entregou, ao presidente da Infraero, ofício solicitando urgência e pedindo informações de quando serão iniciadas as obras no aeroporto, o prazo para finalizar e quais as ações previstas para sanar os problemas que colocam em risco os passageiros.

 

Rio Branco

 

A capital do estado do Acre tem agora um novo aeroporto, mais moderno, confortável e com capacidade de receber mais passageiros. Uma conquista para povo acreano que sofria há anos com as irregularidades e a falta de infraestrutura. Gladson Cameli, durante o seu encontro com o presidente da Infraero, parabenizou pelo trabalho e solicitou continuidade nas obras. “Tenho recebido muitas reclamações de pilotos e empresas de táxi aéreo sobre o pátio que os atende e também as pistas de pouso. Eles ressaltam que o estado está crítico. É preciso sanar esse problema”, informou Cameli.

 

Imagem inline 3

 

Aprovada pela Infraero viabilização dos voos de Cruzeiro para Pucallpa

 

A Infraero aprovou os voos entre Cruzeiro do Sul, Acre, e Pucallpa, no Peru. Agora, para o transporte de passageiros falta a fiscalização da Receita Federal e da Polícia Federal. O senador Gladson Cameli já solicitou audiência com o responsável da Receita Federal, no ministério da Fazenda, para pedir providências na instalação de uma alfândega no aeroporto interacional de Cruzeiro do Sul. “Não estamos falando apenas de encurtar distâncias, mas de aumentar o intercâmbio cultural e comercial entre as regiões. Hoje quem mora em Cruzeiro e tem filhos fazendo faculdade em Pucallpa precisa fazer uma rota de quase 3 mil km, indo para Rio Branco, Puerto Maldonado, Cusco, Lima até chegar a Pucallpa, uma viagem que pode ser feita entre 227 km ou 45 minutos de voo, uma distância mais ou menos como Cruzeiro do Sul e Marechal Thaumaturgo”, reiterou o senador.

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades em primeira mão!

Comentários

Siga nas redes sociais:

Receba Novidades