Ministro garante a Gladson investigação na saúde no Acre

A pedido do senador Gladson Cameli (PP-AC), o ministro da Saúde, Ricardo Barros, assegurou, nesta quarta-feira (08), a realização de uma visita técnica para investigar a saúde pública no Acre. Gladson relatou ao ministro que entre janeiro e abril desde ano pelo menos 26 bebês morreram na maternidade Bárbara Heliodora, em Rio Branco. Também, que de janeiro a 14 de maio já foram notificados 1.325 casos suspeitos de zika em todo o estado do Acre e outros 7.276 casos suspeitos de dengue.

         “O governo do estado não deu até agora nenhuma explicação plausível, aceitável, para as mortes na maternidade e a população está extremamente preocupada, com razão. A zika, responsável pela microcefalia, assusta os acrianos e todos os brasileiros”, observou o parlamentar ao ministro da Saúde. 

            De acordo com Ricardo Barros, será determinada uma visita técnica com o objetivo de investigar os casos. “Senador Gladson, vamos levar uma comitiva específica para verificar a mortes desses bebês, assunto que tem preocupado muito não só os acrianos, mas o ministério da Saúde. Investigar é o primeiro passo para definir quais medidas serão eficazes para solucionar esse problema”, disse o ministro.

            O senador Gladson Cameli acompanhou, no final do mês de maio, as discussões sobre as políticas de saúde materna, neonatal e infantil no âmbito da Organização Mundial da Saúde (OMS) e da União Internacional dos Parlamentos (UIP). Os organismos debatem estratégias para permitir que os parlamentos possam contribuir para a cobertura de saúde universal e garantir o acesso aos cuidados de saúde para os mais vulneráveis ​​e marginalizados.

           “O mundo está com os olhos voltados para o Brasil por causa das doenças transmissíveis associadas ao Aedes aegypti e a realização dos jogos Olímpicos no Rio de Janeiro em agosto. A saúde pública de qualidade não é apenas um dever do Estado e um direito do cidadão, garantida na Constituição; é um compromisso que necessita de ações legislativas. Saúde integral anda de mãos dadas com o desenvolvimento humano, econômico e social”, ponderou Gladson Cameli.

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades em primeira mão!

Comentários

Siga nas redes sociais:

Receba Novidades